Hoje continuamos com mais alguns truques para poupar gasolina. Por isso, não vamos perder mais tempo e vamos a começar:

Truques para poupar gasolina

  • Inicialização e andamento

Ligue o motor do carro sem pisar no acelerador. Os motores a gasolina podem iniciar-se imediatamente após o arranque. Em motores diesel você deve aguardar alguns segundos antes de começar a mover-se.

Use o primeiro arranque só para o início. Mudar para a segunda velocidade de 2 segundos ou cerca de 6 metros.

Começar a dirigir lentamente (20 km/h em 5 segundos para economizar 11 por cento do combustível) e evitar a aceleração súbita.

  • Não mantenha o motor em marcha lenta

Em paradas prolongadas, é aconselhável desligar o motor. Um motor ocioso por 10 minutos (em ponto morto com o ar condicionado desligado) consome 0,13L/100 km de combustível.

  • Use a travagem do motor

Se você soltar o acelerador quando você percebe que você deve parar, o fornecimento de combustível é interrompido. Portanto, aumenta o desempenho em 2 por cento.

Conduza sempre a uma distância de segurança adequada e um amplo campo de visão que permite ver dois ou três veículos à frente.

  • Mudar de andamento em baixas rotações

Optimize as mudanças de andamento. Circule o maior tempo possível nas relações mais longas e em baixas rotações. Na cidade, sempre que possível, utilizar a 4ª ou 5ª velocidade, respeitando os limites de velocidade.

No papel, no moto do carro diesel é aconselhado mudar de andamento entre 1.500 e 2.500 rpm. No caso da gasolina o tempo óptimo situa-se entre 2000 e 2500 rpm.

Se o seu carro não tem um conta-rotações, a velocidade pode servir como uma referência. Então, nós inserimos a terceira velocidade a partir dos 30 km/h, a quarta  ao chegar aos 40 km/h, a quinta ao circular nos 50 km/h e a sexta, caos o seu carro tenha, a partir dos 60 km/h.

  • Aproveite as descidas

Descidas permitem que você aproveite para poupar no consumo de gasolina. Tire partido da inércia para fazer avançar a alavanca de mudança, circulando em baixas rotações.

Nas subidas, atrase ao máximo a redução do andamento, aumentando a pressão sobre o acelerador, mas nunca pisando a fundo.